Os principais resultados do projecto são os seguintes:

  1. Uma infraestrutura SF de grande escala para a recolha e análise de dados capaz de suportar 18 demonstradores da solução GAIA Sense SF na Grécia, Espanha e Portugal. Estes demonstradores apoiarão 40 agricultores e agrónomos que serão ativamente envolvidos e monitorizados de perto e 750 agricultores que receberão apenas o aconselhamento.
  2. A extensão dos serviços de SF (aconselhamento de fertilização, de irrigação, irrigação automatizada e sistema de avisos ) para cobrir 9 culturas (azeitonas, pêssegos, algodão, pistachio, batatas, tomate e tomate para industria, amêndoas e kiwi) com alto valor regional e uma diversidade de condições de solo e microclima, em 3 países da UE.
  3. Numa aproximação ao mercado, método de SF foi testado e replicado para um uso mais eficiente dos recursos no setor agrícola. Com base nos resultados de 6 experiências anteriores, os parceiros esperam uma melhor eficiência de uso de azoto (até 30%), uma redução no uso de pesticidas (11-25%) e consumo de água (25%), dependendo da campanha.
  4. Atingir, se não melhorar, a produtividade na exploração, apesar das alterações nas práticas de cultivo e da minimização do uso de recursos.
  5. Impacto socioeconómico positivo devido ao aumento do rendimento do agricultor e à utilização mais eficiente dos recursos com ganhos ambientais. O rendimento aumentará, uma vez que o custo diminuirá, mesmo sem um aumento no preço do produto. Melhorará a qualidade do produto (menor uso de químicos), garantindo a proteção dos consumidores.
  6. Maior sustentabilidade dos recursos para as gerações futuras e maior proteção ambiental devido à redução estimada de emissões de gases com efeito estufa (GEE) em 32%.
  7. Um plano de negócios validado para a implementação do GAIA Sense em 3 países.
  8. 134 novos empregos serão criados até janeiro de 2023. Os eventos de capacitação (B1.2), juntamente com as atividades de envolvimento dos interessados, criarão pessoal especializado que será empregado no mecanismo de apoio à comunidade.
  9. Uma rede de agricultores, cooperativas, profissionais e especialistas bem-preparados que irão aproveitar o modelo SM, em toda a UE.
  10. Um modelo de economia circular funcional e aplicável, considerando o uso de recursos no setor agrícola, ao invés da gestão da produção.
  11. Aumento da qualidade do ar devido à melhoria da eficiência do uso do azoto em 30%.
  12. Melhor compreensão da gestão dos riscos das culturas, implementação da economia circular no sector agrícola e contribuição para as metas da UE em matéria de economia circular

Style Selector

Layout Style

Background Image